Our Recent Posts

Tags

Nenhum tag.

OS HATERS


O menino se sentia perseguido e alvo de muita inveja. Disse ao velho que tudo era culpa dos “haters” — termo moderno que classifica os que fazem críticas sem critérios, destilam ódio e nada mais. O termo é dos dias de hoje, mas o comportamento é mais antigo que as pirâmides do Egito. O velho entendia bem e, por isso, logo recorreu à sabedoria milenar. Ensinou ao garoto um verso de Salomão, o terceiro rei de Israel, que está no livro Provérbios. — A palavra branda, isto é, aquela que é equilibrada, calma, desvia o furor. Mas a reposta dura provoca a ira. O menino retrucou, afirmou que o sangue “ferve” quando lê o comentário de um hater. — Talvez o problema esteja com você... — disse o velho. — Não acredito que você disse isso!!! — espantou-se o menino. O da cabeça Branca prosseguiu: — Se você não consegue responder a um hater com uma mensagem calma, você precisa cuidar de seu coração. Quem ataca, só tem isso a oferecer. Você é como eles? O garoto fez bico e levantou uma das sobrancelhas, expressão que toma seu rosto toda vez que uma ideia o impressiona. — Menino, entenda: a alternativa à calma é péssima. Quem responde um hater à altura, ajuda a rolar a bola de neve da agressividade. E isso não dá final feliz a ninguém. O menino, surpreso, já não sabia o que dizer. Ficou calado. O silêncio deu ao momento o necessário peso da reflexão. O velho, então, reforçou. — Cuida do teu coração... #oMeninoeoVelho