Our Recent Posts

Tags

Nenhum tag.

A PAZ QUE ME ACOMPANHA


Aqui vai uma das histórias que mais gosto. É mais uma sobre Jesus, personagem principal do último episódio da série "O Lado Certo da Hitória", que publico nas minhas redes.

Antes de ser preso, Cristo se despediu de seus discípulos e, como conta João 14:27, disse: "Deixo com vocês a paz, a minha paz lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá".

Fica claro, portanto, que há dois tipos de paz. Uma dada por Jesus. Outra, pelo mundo. Meu coração chega a queimar enquanto escrevo isso.

A paz que o mundo dá é fácil de entender. Ela está ligada à ausência de problemas. Um sujeito, por exemplo, que compra segurança pessoal, tem acesso aos melhores hospitais e mora em lugar protegido sente isso. Mas essa paz é, na verdade, a sensação de segurança.

E ela não é tão forte quanto se espera. Tamanha sensação de segurança se desfaz diante de uma doença, uma separação, uma tragédia, uma perda, um crime. Essa tranquilidade é nada diante da morte.

A paz de Jesus é diferente.

A paz de Jesus é uma profunda certeza de que tudo vai terminar como tem que terminar: bem. A paz de Jesus é como uma pessoa que te abraça e te protege do perigo. Ela te tranquiliza mesmo se você estiver no meio de um prédio em chamas. Porque ela é mais forte que as circunstâncias que nos cercam. Está tudo caindo, mas essa paz te guia até a saída. São e salvo.

É uma pena que as religiões afastem as pessoas dessa paz. A paz de Jesus não tem nada a ver com idas a um templo ou com regras de costumes e vestimentas. A paz de Jesus é um presente que ele deixou a todos.

Mas ela só vale para quem acredita.

 

©2018 by Daniel Brunet. Proudly created with Wix.com