Our Recent Posts

Tags

Nenhum tag.

CHEGOU A PRIMAVERA


O menino não saía de casa. Morria de medo de tudo. O velho, que passava todo dia para vê-lo, insistia que ele deveria brincar do lado de fora. Acontece que miúdo sempre batia o pé. Tinha medo, medo de tudo. — Minha saúde é frágil... — Não é, não. Mas você insiste em acreditar nisso — rebateu.

E o da cabeça branca, então, adotou a seguinte missão: ajudar o garoto a vencer o medo. Era o início de uma grande amizade, e ele optou por falar a verdade sempre. — Lá fora realmente pode ser perigoso, mas é possível viver feliz, há muitas formas... Há coisas maravilhosas!

O menino ouvia com atenção, mas não mudava de ideia. O velho entendeu que era necessário deixar o tempo passar. Sabia que boas informações são feito sementes em terra fértil. Uma hora, cedo ou tarde, brota flor. — Velho, vou sair de casa! — anunciou o garoto.

O homem ficou radiante em ouvir aquelas palavras. Cauteloso, testou a vontade do menino. — Mas como você vai lá fora? Você nunca fez isso... — Os livros que você me deu, velho. Eu li tudo, aprendi muito! As histórias que você me contou...

O velho insistiu na estratégia. Queria ter certeza de que o pequeno estava mudado. — Não seria melhor você ficar dentro de casa mais um tempo? — questionou.

O menino ainda conservava antigos medos, mas agora caminhava fortalecido pelo conhecimento: — Eu vou, velho. Não quero morrer sem conhecer a primavera.

O conhecimento liberta!

#cronica