Our Recent Posts

Tags

Nenhum tag.

Imprensa no front


Mais uma foto do dia da operação de ocupação do Complexo do Alemão, que está completando oito anos este mês. Nela, eu, Paulo Carvalho, Paula Sarapu, Alba Valéria Mendonça, Marco Canosa e Thamine Leta. Foram naquelas portas metálicas - ali ao fundo - que nos refugiamos na hora do tiroteio. . Lembro que, nesse dia, um morador me disse: “Agora vou poder sair e voltar pra casa sem medo dos tiros”. É pena, mas não durou muito. . Veja só: de 2012 a 2017, só em Segurança Pública, o Estado do Rio gastou, em média, R$ 4,4 bilhões por ano. (Em 2017, lembra-se?, o governo Pezão suou frio pra conseguir empréstimo de R$ 2,9 bi e, assim, pagar os salários atrasados -. E mais: para garantir que pagaria tal empréstimo, o Rio colocou a Cedae no negócio) O Estado gastou muito e não resolveu a falta de segurança. Não tardou e começou a faltar grana nos cofres. Erros de gestão mostram-se tão nocivos quanto a corrupção. . . E não fossem os repórteres que dia e noite apuram e publicam informações, não seria possível mensurar o tamanho desse desperdício. Contamos histórias para as pessoas conhecerem realidades que ignoram. Muitas das vezes, somos os olhos de quem não vê. O jornalismo trabalha para mostrar a verdade e dar à população informações que vão basear suas decisões. Enquanto isso, ativistas da fake news só sabem confundir.